Buscar
  • Ana Clara Mendes

Quais vozes você escuta quando o assunto é você?

Atualizado: 14 de mai.



Ao longo de toda a nossa vida, ouvimos as pessoas falarem coisas a nosso respeito. E não sabendo que suas opiniões dizem mais sobre elas mesmas do que sobre nós, acabamos por assumi-las como verdades absolutas no nosso sistema de crenças. A partir daí, vivemos toda uma vida acreditando que “não somos capazes”, que “não merecemos isso ou aquilo”, que “não somos boas/bons o suficiente” e mais uma enxurrada de crenças que só servem para nos paralisar e nos distanciar de quem nós somos de verdade. Além dos rótulos externos, nós mesmas tratamos de nos rotular e nos sabatinar cada vez que fazemos algo que julgamos “errado”. Mas eu trago um lembrete importante: ninguém está condenado a ser uma coisa, apenas porque desempenhou esse papel por algum tempo. Não é porque você fracassou, que você merece o título de fracassada. Não é porque você sentiu ciúmes, que você deve se intitular ciumenta. O fato de você ter sido impulsiva algumas vezes, não te torna uma pessoa descontrolada. Abandone as velhas crenças limitantes “sou muito isso ou sou muito aquilo”, “sou o tipo de pessoa que faz X”, “não me vejo sendo de tal jeito”. SERÁ? Pare de se rotular e de aceitar tudo o que dizem a seu respeito! As pessoas continuarão lhe criticando, diminuindo, desempoderando e desacreditando do seu potencial, mas é você quem escolhe se você dará o seu poder a elas, acreditando em suas opiniões. Retome seu poder sobre si mesma e comece a escolher em qual voz acreditar quando o assunto é você.

Essa é a sua vida! Tome posse dela!

E lembre-se de pedir ajuda nesse processo caso necessário.


Com afeto,


Ana Clara Mendes

Psicóloga (CRP 12/21223) | Terapeuta Integrativa | Mentora de Desenvolvimento Pessoal & Escolha de Carreira



7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo